Por uma geoestratégia dos povos – 2

Bruno Lima Rocha, 09 de março de 2016 Nesta série, iniciada no final de 2015, vamos realizar um esforço ensaístico para desenvolver bases teórico-normativas que deem alguma sustentação para o estudo e a intervenção nas Relações Internacionais (RI) a partir de uma perspectiva do poder dos povos em movimento. Ao afirmar esta perspectiva, imediatamente afirmamos…

As manifestações e a causa quilombola: novos protestos para antigas reivindicações- revisitando o momento de abril, maio e junho de 2013 por outra perspectiva

Por Cristian Jobi Salaini e Ubirajara Toledo   O conjunto de manifestações que ocorrem no Brasil encontra respaldo numa gama muito ampla de movimentos sociais, que produzem versões e interpretações diversas sobre os eventos. E a existência dessas múltiplas versões faz todo o sentido. Cabe notar que mesmo os grupos e movimentos sociais que não…

Carta de Repúdio à instauração da CPI FUNAI/INCRA

Introdução:  nesta postagem inauguramos o espaço para a defesa de posições de movimentos sociais e populares, territoriais e dos povos originários e quilombolas. Esperamos  com isso  abrir um espaço de debate e difusão amplo e radical, trazendo a urgência do direito ancestral para confrontar os modelos de capitalismo periférico ou transnacional,  ambos ancorados no genocídio…

Questão agrária e mineração na Amazônia – 2

04 de Janeiro de 2016, Fabiano Bringel   Nas décadas de 1960 e 1970, as estradas federais foram abertas com maior intensidade. Com isso, acelera-se o cercamento das terras e uma redefinição gradativa da rede urbana, tornando-a cada vez mais complexa com o surgimento de novas cidades e municípios. As rodovias conectaram o sul e…

Questão Agrária e Mineração – uma análise geográfica a partir de projetos de assentamento no Amazônia Oriental – 1a parte

27 de dezembro de 2015, por Fabiano Bringel 1 – Gênese da relação entre Mineração e Questão Agrária Desde que o projeto moderno-colonial começou a partir do século XVI, nesses espaços denominados de americanos ao sul do equador, duas instituições são importantes para o começo de nosso debate. O bandeirantismo e as sesmarias. O primeiro,…