As alternativas ao Sistema Swift e a necessidade de uma moeda de integração sul-americana 

Bruno Beaklini (@estanalise) – abril e maio de 2022 Este artigo da série sobre a economia política internacional diante da nova bipolaridade e da ordem financeira sob as sanções e bloqueios (rumando para autarquias armadas), traz a tão querida mirada latino-americana. Nossa descendência e múltiplas colônias árabes estão perfeitamente integradas e somos parte deste continente…

Perspectivas para a luta árabe-palestina a partir da América Latina em 2022

Bruno Beaklini (@estanalise)- janeiro de 2022 Em geral, o momento de virada do ano no calendário gregoriano é de retrospectiva e mirada para os próximos doze meses. A produção jornalística já consagrou este subgênero e realmente tem relevância antecipar caminhos e possibilidades. No caso específico das relações latino-americanas com a libertação da Palestina e o…

O primeiro turno no Chile e o risco da guinada à extrema direita – escrito em novembro de 2021

Bruno Beaklini (@estanalise) No domingo, 21 de novembro de 2021, o Chile foi às urnas para o primeiro turno de uma esperada eleição presidencial. O país transandino vive o limite de seu sistema político e tensões sociais. Desde  outubro de 2019, uma rebelião popular colocou o sistema contra a parede. Tendo como estopim o constante…

A morte de Carlos Menem, o duplo traidor

Bruno Beaklini (@estanalise) – Este artigo foi originalmente publicado no portal Monitor do Oriente Médio (www.monitordooriente.com). No domingo, 14 de fevereiro, faleceu o ex-presidente argentino, ex-senador e ex-governador da província de La Rioja, Carlos Saúl Menem (1930-2021). O mais emblemático traidor da política argentina é filho de um casal de imigrantes sírios de credo islâmico…

Bolsonaro e o espelho retorcido com Trump

Bruno Beaklini (@estanalise) – artigo originalmente publicado no Monitor do Oriente Médio  (www.monitordooriente.com) Dois líderes de países membros da Organização das Nações Unidas (ONU) seguiram fielmente os passos do derrotado presidente Donald Trump. Um, de forma subalterna e colonizada, é o presidente brasileiro e protofascista, Jair Bolsonaro. Outro é o premiê israelense, Benjamin Netanyahu. Comecemos…

A subserviência do exército de Caxias e sua estúpida retórica contra a Venezuela

Pedro Guedes e Bruno Lima Rocha, ilustração exclusiva de Rafael Costa   Introdução: servilismo colonizado e anti-bolivariano Desde o início do governo de Jair Bolsonaro, um dos principais desejos de parcela do ambiente político e militar vem ganhando corpo, a realização de operações militares contra a Venezuela. Durante os governos Lula e Dilma (2003-2016), por…

Analisando alternativas de luta à crise democrática na América Latina – artigo

Por Anne Ledur e Bruno Lima Rocha, 19 de dezembro de 2019 Um levantamento publicado pelo Jornal O Globo, em novembro deste ano, denunciou a fragilidade das democracias sul-americanas no último século. De acordo com a investigação, a cada dez meses, um presidente não conseguiu terminar seu mandato por razões políticas. A pesquisa considerou os…